oficina de DIREÇÃO DE DOCUMENTÁRIO

SOBRE O CURSO

 

Público alvo:

Mulheres cis, pessoas trans e não bináries, maiores de 18 anos, que tenham interesse em atuar na área de audiovisual

 

Ementa

As questões éticas no documentário. Tipos e escolas documentais. As etapas de realização de um documentário: pesquisa, filmagem, montagem, distribuição. Como formatar um projeto: argumento, roteiro, orçamento, projeto executivo. 

 

Objetivos específicos:

1. Aprender a história do documentário, chamando atenção para a presença feminina na direção; 

2. Compreender as etapas de realização e produção do documentário: preparação e pesquisa; pré-produção e planejamento; produção e métodos de abordagem; pós-produção, montagem e finalização; distribuição; 

3. Apreender estratégias, métodos e técnicas para documentários; 

4. Aprender a formatar projetos documentais; 

5. Conhecer os limites éticos enfrentados durante a realização do documentário.

 

Conteúdo Programático 

Aula 1 – Introdução. 

A linguagem documentária e os artifícios do real. 

As escolas documentais – ênfase na produção da América Latina.

As mulheres e a direção de documentários.

Aulas 2 e 3 - Realização.

As etapas para a produção de documentário: a ideia, pesquisa inicial, captação de recursos, pesquisa aprofundada, filmagens, montagem, finalização e distribuição do filme. Estudo de casos.

Aula 4 - Projeto de documentário.

Como formatar um projeto documental: argumento, roteiro, orçamento, projeto executivo. Proposta de exercícios de projetos das alunas.

Aulas 5 e 6 - Debates de ideias.

Debate dos projetos de documentário das alunas.

 

Metodologia

O curso é introduzido conceitualmente em aulas expositivas e se desenvolve em torno de discussões, exibição de documentários, debates e exercícios técnicos e artísticos. 

 

Bibliografia básica

COUTINHO, Eduardo. “O olhar no documentário”. In: LABAKI, Amir (Org.). A verdade de cada um. São Paulo: Cosac Naify, 2015, pp.224-230. (Setorial de Artes: 791.229.2 V483).

GAUTHIER, Guy. O Documentário: um outro cinema. Campinas, SP: Papirus, 2011, pp.11-38. (Biblioteca Central: 791.43-92 G276d).

LUCENA, Luis Carlos. Como fazer documentários: conceito, linguagem e prática de produção. São Paulo: Summus, 2012, pp.57-62. (791.43 L935c).

NICHOLS, Bill. A Introdução ao Documentário. 5.ed. PDF.

 

Bibliografia complementar: 

BAUER, Érika. “O documentário como experiência”. In: Sobre Fazer Documentários. São Paulo: Itaú Cultural, 2007, pp.74-80. PDF.

PUCCINI, Sérgio. “Introdução ao roteiro de documentário”. In: Doc On-Line. n.06. Ago. 2009, pp.173-190. Disponível em: <http://www.doc.ubi.pt>. Acessado em: Abr. 2013. PDF. 

PUCCINI, Sérgio. Roteiro de Documentário: da pré-produção à pós-produção. 3.ed. Campinas, SP: Papirus, 2012. (791.44 P977r) 

RABIGER, Michael. Direccion de documentales. Madrid: Instituto Oficial de Radio e Television, 1987, pp.61-73. (somente xerox) 

RABIGER, Michael. Direção de documentário. 5.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011, pp.99-117; pp.195-203. (somente xerox)

SOBRE A FACILITADORA

Maria Carol é cineasta e sócia da Lanterninha Produções. Formada em Artes, atua como diretora, produtora, montadora e roteirista desde 2007. Seu trabalho busca encontros sensíveis do cinema com a vida, buscando temas ligados aos direitos humanos. Dirigiu curtas em animação, documentário e live action e seu primeiro longa documental, “Diários de Classe”, após passar por importantes festivais, entrou em circuito comercial de 19 capitais brasileiras, além de ser exibido no Canal Brasil. Atualmente, desenvolve o roteiro de seus próximos longas-metragens, os documentários “A Cidade Envelhece” e “Um Ano Diferente”.

Facilitadora: Maria Carol

Aula online

Carga horária: 20h

Nº de vagas: 20

Quando acontece: 

23.02, 04, 09 e 11/03/21 

das 18h às 21h 

25.02 e 02.03 

das 18h às 22h

Terças e quintas-feiras

Período de inscrição:  26/01/21 a 09/02/21

Divulgação da seleção: 19/02/21

VOLTAR PARA HOME

REALIZAÇÃO

APOIO FINANCEIRO